Retrospecto Corinthiano


Jogo 5.065

 4 x 1
O Corinthians perdeu gols a rodo, mas ainda assim os fez em número suficiente para ganhar com folga do fraco Oeste de Itápolis no primeiro confronto da história entre os dois clubes, ocorrido na tarde deste sábado no Pacaembu.

Com a vitória por 4 x 1, o Timão assume provisoriamente a liderança do Campeonato Paulista e conquista um pouco de tranquilidade para se acertar enquanto Douglas e Jorge Henrique não voltam ao time por causa de contusões.

O alvinegro mais uma vez abriu o placar no início do jogo. Logo a um minuto e meio de partida, E. Ramos bateu escanteio pra ninguém. Livre, no meio da área, o zagueiro adversário Adriano tentou cortar e, de canela, fez o que Souza só conseguiu fazer de pênalti nos acréscimos da partida: um gol pelo Corinthians.

O Timão dominou completamente o adversário, mas desperdiçou tantas oportunidades que poderia ter construído uma goleada ainda no primeiro tempo. Aos 26, Souza perdeu uma chance inenarrável (a primeira de várias). Chicão cruzou e o atacante, livre, na pequena área, chutou cruzado e a bola saiu do outro lado.

Mas o Corinthians voltou mais objetivo no segundo tempo. Logo aos 6 minutos Otacílio Neto ampliou de cabeça. Aos 10, porém, o sempre bem intencionado árbitro Rodrigo Cintra marcou um pênalti mandrake para o Oeste. Dias converteu. Quatro minutos depois, no entanto, Chicão, o zagueiro-artilheiro do Corinthians, fez mais um, desta vez de falta, e igualou Jorge Henrique na artilharia alvinegra em 2009.

Com 3 x 1 no placar, o Corinthians voltou a abusar do excesso de oportunidades desperdiçadas. Souza, especialmente, parecia não ter sido apresentado ao gol (em partidas de campeonato pelo menos).

Aos 44 Lulinha invadiu a área pela direita e foi derrubado. E, ao invés de Chicão, Souza pegou a bola para bater. Frio na espinha da Fiel. Ele bateu mal, o goleiro chegou a desviar a bola, mas não o suficiente para impedir o quarto gol alvinegro. Logo depois, Lulinha, que entrou no fim e pôs fogo na partida, desperdiçou mais um pelo lado mosqueteiro. Mas o menino merece crédito.

Quanto ao Oeste de Itápolis, bem que a Federação Paulista poderia diminuir o tamanho do campeonato. Com 20 clubes já é possível identificar várias dragas. Com 16 participantes o Paulistão já estaria de ótimo tamanho.

Contra o Oeste:
1 jogo, 1 vitória, 4 gols pró, 1 gol contra.



 Escrito por Ricardo às 19h17 [] [envie esta mensagem] []






Jogo 5.064

2 x 0
O Corinthians até que se esforçou, mas não conseguiu perder nenhum ponto em casa para o Botafogo de Ribeirão Preto na noite desta quarta-feira no Pacaembu. Os gols da vitória alvinegra por 2 x 0 foram marcados pelo zagueiro-artilheiro Chicão, em pênalti convertido aos 3 minutos de jogo, e pelo lateral Diogo, num chute de fora da área aos 38 do segundo tempo.

O pênalti foi marcado depois de um defensor botafoguense ter pedido vaga no time de vôlei ao efetuar um interessante bloqueio dentro da área. Já Diogo fez seu gol minutos depois de desperdiçar uma oportunidade absurda: ele atravessou na frente de Souza, que estava melhor posicionado, e, da linha da pequena área, chutou a bola pra lá da Praça Charles Miller.

No intervalo entre os gols, o Corinthians literalmente pediu para o Botafogo empatar, mas a boa atuação do goleiro Felipe e a falta de qualidade do ataque adversário permitiram ao Timão figurar pela primeira vez entre os quatro primeiros colocados do Campeonato Paulista. O jogo demonstrou, basicamente, duas coisas: por que o Corinthians precisa de Douglas e por que o Wellington é Saci.

Contra o Botafogo de Ribeirão Preto:
Retrospecto geral: 94 jogos, 49 vitórias, 35 empates, 10 derrotas, 173 gols pró, 88 gols contra.



 Escrito por Ricardo às 23h57 [] [envie esta mensagem] []






Jogo 5.063

 0 x 1
O Corinthians derrotou o Bragantino por 1 x 0 na tarde deste domingo em Bragança Paulista e recuperou-se do empate em casa na estréia contra o Grêmio Barueri no meio de semana. O gol alvinegro foi marcado pelo atacante Lulinha no início da etapa complementar.

Sem poder contar com os contundidos Douglas e Jorge Henrique, o técnico Mano Menezes viu-se obrigado a mexer no time e resolveu ousar, iniciando a partida com Lulinha em detrimento do volante Túlio. E foi justamente Lulinha quem acabou dando a vitória depois de receber passe de Alessandro em jogada iniciada por Otacílio Neto.

O time foi mais coeso em campo do que contra o Barueri, mas caiu bastante de rendimento depois do gol. Os destaques positivos foram, além de Lulinha, o lateral Alessandro, o volante Elias e o atacante Otacílio Neto. Negativamente destacaram-se o lateral André Santos, mascarado, e o atacante Souza, lento.

Apesar da ousadia de Mano em escalar um atacante e sacar um volante, o técnico alvinegro voltou a fazer substituições ruins na metade final do segundo tempo, o que acabou levando o Bragantino para cima do Corinthians - e poderia ter resultado em novo empate se o adversário estivesse numa tarde um pouco mais inspirada.

Pessoalmente, fico feliz com o gol marcado por Lulinha. O garoto é bom jogador, foi promovido aos profissionais na maior fogueira da história corintiana (o rebaixamento) e foi espinafrado ao ponto de não recuperar a confiança ao longo de todo o ano passado. Espero sinceramente que em 2009 ele recupere a confiança e possa mostrar seu futebol, apesar de toda a torcida contra.

Ainda em tempo - O atacante Washington (ex-Fluminense) estreou hoje no São Paulo marcando os dois gols bambis na vitória por 2 x 0 sobre a sempre azarada Portuguesa no Canindé. Há menos de dois meses, o mesmo Washington fez, pelo Fluminense, um jogo decisivo no qual atuou com perceptível má vontade e só não fez gol contra porque ia dar muito na cara. O jogo, um empate por 1 x 1 no Morumbi, praticamente assegurou o hexacampeonato brasileiro são-paulino e a pífia atuação de Washington, que chegou a pedir mais dinheiro à diretoria do Fluminense para elevar o moral da tropa, foi decisiva para isso.

Até agora, porém, não vi a imprensa antidesportiva fazer nenhum paralelo entre a contratação de Washington pelo São Paulo e a do então pontepretano Rui Rei pelo Corinthians em 1977, da qual inclusive, fala-se até hoje. E tenho certeza que nem vou ver. Por que será?



 Escrito por Ricardo às 19h26 [] [envie esta mensagem] []






Timãozinho é heptacampeão da Copinha

O Corinthians começou 2009 com o pé direito e sagrou-se heptacampeão da Copa São Paulo de Júniores (muito didático para quem não sabe o quem vem depois do hexa) ao derrotar o Atlético Paranaense por 2 x 1 na decisão disputada neste domingo no Pacaembu.

Num jogo acirradíssimo, com três expulsões no total e os três gols saindo quando faltava menos de 15 minutos para acabar o jogo, o Timãozinho chegou a seu sétimo título na principal competição de categorias de base com muita raça e iniciativa.

Depois de muita pressão, Fernando Henrique abriu o placar aos 31 minutos do segundo tempo para o Corinthians. Jádson ampliou aos 36. No minuto seguinte, porém, o Timãozinho relaxou e Patrick descontou numa bobeada da defesa alvinegra.

O gol adversário serviu para manter o Timãozinho ligado e rachando tudo. Até demais. Dois jogadores corintianos foram expulsos nos minutos finais, mas a equipe segurou o resultado e assegurou o título. O Atlético estava com dez jogadores em campo quando saíram os gols.

Esta é a terceira Copinha conquistada pelo Corinthians na década e também a terceira sob o comando do técnico Adaílton Ladeira. A conquista da 40ª edição da Copinha soma-se às de 1969, 1970, 1995, 1999, 2004 e 2005.



 Escrito por Ricardo às 12h59 [] [envie esta mensagem] []






Timãozinho na final da Copinha

O Timãozinho garantiu vaga na final da 40ª edição da Copa São Paulo de Júniores ao derrotar o Avaí na disputa de pênaltis na noite desta sexta-feira no Pacaembu. Com isso, o Corinthians disputará a decisão contra o Atlético Paranaense, que hoje derrubou o São Paulo em Rio Claro.

O jogo de hoje terminou empatado por 1 x 1 no tempo normal. Nos pênaltis, depois de uma sucessão de erros, o Timãozinho fechou a série em 3 x 2 e garantiu sua presença na decisão. Esta será a 14ª final de Copinha disputada pelo Corinthians, hexacampeão do torneio.

A final entre Corinthians e Atlético Paranaense está marcada para as 11h da manhã de domingo, 25 de janeiro, no Pacaembu.



 Escrito por Ricardo às 23h08 [] [envie esta mensagem] []






Jogo 5.062

 2 x 2
O Corinthians jogou mal durante a maior parte do tempo e o trio de arbitragem caprichou na criatividade, mas nada disso foi capaz de fazer o Timão começar por baixo no Campeonato Paulista deste ano. É verdade que empate em casa não costuma ser bom resultado, mas nas circuntâncias da partida, foi praticamente uma vitória.

O alvinegro começou dominando a partida e encurralando o Grêmio Barueri. Aos 15 minutos, num escanteio depois de uma série de boas jogadas, Chicão cabeceou por cobertura no contrapé de Renê, mas o excelente goleiro adversário recuperou-se no lance e fez defesa milagrosa.

Cinco minutos depois, Pedrão recebeu impedido e marcou. É claro que o bandeirinha não viu. Afinal de contas, ele está lá só pra marcar lance fácil. Ninguém disse que ele também precisava se decidir em jogadas difíceis. Na dúvida, contra o Corinthians. Um minuto depois, Elias chutou rente à trave de Renê. Mas o gol irregular desestabilizou o Corinthians, que passou a jogar na base do bumba-meu-boi.

O segundo tempo foi marcado pelas viagens na maionese. Primeiro, o técnico Mano Menezes sacou Túlio para colocar o fraco Eduardo Ramos. Aos 15, Chicão furou e Felipe precisou fazer milagre para evitar o segundo gol adversário. Depois, aos 17, o juiz inventor Milton Etsuo Ballerini achou um pênalti para o Barueri. Pedrão converteu, abrindo 2 x 0 para o Barueri.

Logo em seguida, Felipe saiu até o bico da área para defender uma bola arriscada. O árbitro estava no meio de campo e só ele achou que o goleiro corintiano tinha saído da área. Ele foi correndo feito uma gazela para expulsar Felipe, mas o auxiliar avisou que não havia ocorrido infração. Talvez tenha argumentado que o Barueri ganhava com um gol impedido e um pênalti inventado. Inventar expulsão de goleiro seria demais.

Aí Mano Menezes, na maior insanidade da noite, tirou Douglas para colocar Wellington Saci. E a torcida ainda se achou direito de vaiar Douglas. Numa boa, Mano e torcida: craque tem que ficar até o fim. Nunca se sabe quando ele vai desequilibrar.

Tudo apontava para uma derrota na estréia faltando menos de 15 minutos para acabar o jogo. Mas o juiz inventor virou a casaca aos 37, inventando pênalti para o Corinthians. No minuto seguinte, Chicão bateu e converteu. Eis que Mano Menezes então fez algo à altura do cargo e colocou Otacílio Neto em campo. Logo no primeiro lance, o atacante fez boa jogada pela esquerda e cruzou na medida para o baixinho Jorge Henrique empatar de cabeça, fazendo o único gol legítimo da partida.

O Corinthians por pouco não virou aos 46. Souza ganhou disputa no alto e cabeceou forte para o chão. Renê desviou para o travessão, a bola voltou e ele espalmou novamente, mas Souza não conseguiu aproveitar o rebote, confirmando o terceiro empate entre os dois clubes em três jogos disputados pelo Paulistão. Por essas e outras, o empate não foi exatamente um mau resultado.



 Escrito por Ricardo às 23h32 [] [envie esta mensagem] []






Timãozinho na semifinal da Copinha

O Corinthians derrotou o Fluminense por 3 x 0 na terça-feira em São Carlos e avançou para as semifinais da Copa São Paulo de Júniores. O Timãozinho disputará vaga na final contra o Avaí. A outra semifinal será disputada entre São Paulo e Atlético Paranaense. As partidas serão disputadas amanhã. Gostaria de me desculpar pelo atraso, mas fatores extracampo me impediram de atualizar o blog nos últimos dias. Agora, porém, tudo já voltou ao normal.



 Escrito por Ricardo às 22h34 [] [envie esta mensagem] []






Timãozinho nas quartas da Copinha

O Corinthians derrotou a Ponte Preta por 3 x 1 na noite de ontem, sábado, e classificou-se para as quartas-de-final da Copa São Paulo de Júniores. O adversário do Timãozinho será o Fluminense. Os dois clubes são os maiores vencedores da história da competição.



 Escrito por Ricardo às 23h49 [] [envie esta mensagem] []






Jogo 5.061

5 x 1
O Corinthians inaugurou seu desfile pelos gramados em 2009 com o pé direito. O Timão goleou por 5 x 1 os argentinos do Estudiantes de la Plata em "amistoso" internacional disputado na tarde deste sábado no Pacaembu. Amistoso entre aspas simplesmente porque não existe amistoso entre brasileiros e argentinos. Teve até jogador expulso, já no finzinho quando a goleada estava consolidada.

É claro que não teve Ronaldo em campo, mas o ataque estreante, integrado por Jorge Henrique e Souza, não deixou a desejar. Pelo contrário. Jorge Henrique marcou os dois primeiros, ambos no primeiro tempo. O Estudiantes chegou a descontar aos 22 da etapa complementar, mas Souza ampliou no minuto seguinte. O capitão Willian fez 4 x 1 e Otacílio Neto, que em 2008 passou em branco, finalmente marcou seu primeiro gol com a camisa alvinegra e fechou a contagem.

A goleada eleva ainda mais a expectativa da torcida neste ano de retorno à Série A do Campeonato Brasileiro. No fim do ano passado, o Estudiantes deu uma canseira danada no Internacional e vendeu caro o título da Copa Sul-Americana. Na próxima quinta-feira, o Timão estreará no Campeonato Paulista contra o Grêmio Barueri. E a goleada de hoje certamente deixará a torcida mais empolgada para a temporada que antecede o centenário do clube.

Contra o Estudiantes de la Plata:
Retrospecto geral: 3 jogos, 3 vitórias, 7 gols pró, 1 gol contra.



 Escrito por Ricardo às 18h34 [] [envie esta mensagem] []






Timãozinho avança às oitavas na Copinha

Jogando um futebol econômico, o Timãozinho derrotou o Sertãozinho por 2 x 1 na noite desta terça-feira em São Carlos e classificou-se para as oitavas-de-final da Copa São Paulo de Júniores. O adversário do Corinthians sairá do confronto entre Ponte Preta e Portuguesa, que jogam amanhã à tarde.



 Escrito por Ricardo às 22h36 [] [envie esta mensagem] []






Timãozinho começa bem na Copinha

O blog Retrospecto Corintiano inicia suas atividades em 2009 com boas notícias sobre o desempenho do Timãozinho na Copa São Paulo de Juniores. Os aspirantes a craques alvinegros já estão classificados para a segunda fase do torneio. A campanha começou em 3 de janeiro com um empate por 1 x 1 contra os paraibanos do CSP. Esta foi a primeira vez desde 1993 que o Corinthians estreou sem vitória na Copinha. Mas três dias depois tudo voltou ao normal quando Marcelinho fez todos os gols na vitória por 3 x 0 sobre os mineiros do Democrata de Sete Lagoas. Na noite de ontem, sábado, o Timãozinho pegou o São Carlos, dono da casa, e venceu por 1 x 0, garantindo o primeiro lugar no Grupo S. O herói do triunfo foi mais uma vez Marcelinho, que por coincidência ou não veste a camisa 7. O gol da vitória foi marcado num chute de fora da área nos acréscimos da etapa complementar. Na próxima rodada, o Timãozinho terá pela frente o sétimo melhor segundo colocado na primeira fase.

E com essa boa notícia, o blog Retrospecto Corintiano dá o pontapé inicial em um ano promissor para o Timão. A torcida não espera nada menos do que a recuperação de Ronaldo Fenômeno e a classificacão para a disputa da Libertadores no ano do centenário do clube. Para os profissionais, o Paulistão começará só no dia 22, quando o Corinthians enfrentará o Grêmio Barueri. No próximo sábado, porém, o Timão fará um amistoso internacional com o Estudiantes no Pacaembu.



 Escrito por Ricardo às 15h19 [] [envie esta mensagem] []




[ ver mensagens anteriores ]
 


 
 




Jogos do Timão ao vivo
Mundial de Clubes 2012
Mundial de Clubes 2000
Libertadores 2012
Recopa Sul-Americana 2013
Brasileirão 2011
Copa do Brasil 2009
Paulistão 2013
Paulistão 2009
Série B 2008
Copinha 2015
Copinha 2012
Copinha 2009
Anarcorinthians
Blog da Lara
Futebol, Política e Cachaça
Corintimão
Blog da Yule
Blog do Juca Kfouri
Vertebrais FC
Na Marca da Cal
Fiel Embu
Chance de Gol
RSSSF
 
 

Dê uma nota para meu blog